O gerenciamento de servidores de aplicação nada mais é do que o processo que fornece visibilidade profunda sobre como os servidores são usados. Ele ajuda os administradores a controlar desempenho, identificar componentes com problemas, garantir que as aplicações sejam atualizadas, entre outras melhorias.

Não é exagerado dizer que toda empresa que disponha de servidores de aplicação necessita de um gerenciamento estratégico. Por estratégico, entenda-se: automatizado, preventivo e com controle de custos e riscos.

E é justamente sobre isso que vamos refletir ao longo deste artigo. Você vai ver, a seguir, quais são os sinais mais claros de que sua empresa precisa melhorar o gerenciamento de servidores de aplicação. Continue lendo para entender!

Sua empresa precisa melhorar o gerenciamento de servidores de aplicação quando:

1. Não há garantia de disponibilidade suficiente das aplicações  

Um dos pontos mais críticos de uma operação empresarial baseada em aplicações de software é a disponibilidade. Afinal, os profissionais que trabalham no dia a dia da empresa precisam ter as soluções em perfeito funcionamento para trabalharem sem interrupções ou lentidões.

Portanto, se o time de TI não consegue garantir disponibilidade suficiente temos um sinal claro de que há problemas na gestão de servidores de aplicação.

2. O desempenho das aplicações está deixando a desejar

Outro sinal claro de que é preciso fazer ajustes no gerenciamento de servidores de aplicação é quando o desempenho, que abrange desde o percentual de utilização de CPU até a efetivação de replicações, entre outros processos e detalhes técnicos, está aquém do aceitável.

3. O time de TI demora muito tempo para detectar e corrigir falhas

Quando não há um processo efetivo de gerenciamento de servidores de aplicação, um outro problema acontece com frequência: lentidão para detectar e corrigir falhas.

Mais que isso: o time de TI só consegue verificar que há problemas em aplicações, nos bancos de dados e em outros processos técnicos depois que eles acontecem. E, nós sabemos, essa demora pode prejudicar seriamente a operação e, no extremo, trazer até prejuízos financeiros ao negócio.

4. Há vulnerabilidades que podem colocar os dados corporativos em risco

Lamentavelmente, muitas empresas só se dão conta de que seus dados estão vulneráveis quando há um ataque ou quando informações importantes são perdidas ou danificadas. Isso pode acontecer também quando o gerenciamento de servidores de aplicação não é feito da forma correta.

5. Não há um controle efetivo de custos relacionados aos servidores de aplicação

Por fim, um sinal bem claro — e crítico — de que é preciso rever a forma com que a gestão de servidores de aplicação vem sendo realizada é a falta de controle sobre os custos.

Como tudo em TI, é importante trabalhar de forma preventiva, com previsibilidade, na questão dos gastos relacionados a bancos de dados e servidores de aplicação. Cada vez mais, é preciso controlar o consumo dos recursos, saber exatamente em que processos e serviços o dinheiro está sendo aplicado.   

Como está o gerenciamento de servidores de aplicação na sua empresa? Você identifica algum destes sinais aqui citados? Fale conosco agora e veja como podemos ajudá-lo!