Aumenta a cada dia o número de empresas que estão fazendo a migração de banco de dados para a nuvem.

Isso vai ao encontro de um movimento iniciado a partir de 2010, quando a computação em nuvem assumiu protagonismo nas estratégias de TI em todo o mundo — de acordo com a consultoria IDC, até 2020 cerca de 55% da infraestrutura tecnológica das empresas será baseada nesta tecnologia.

Mas, como migrar dos bancos de dados tradicionais para a nuvem sem comprometer fatores como disponibilidade, desempenho e segurança? E mais: como saber se minha empresa está preparada para esta migração?

É para responder a estes questionamentos que resolvemos publicar este artigo. Acompanhe!

A migração de banco de dados para a nuvem é uma decisão estratégica

Com um ritmo impressionante e por uma variedade de razões, as empresas estão começando a migrar suas infraestruturas de banco de dados para soluções baseadas em nuvem.

Segundo uma pesquisa da TechNavio, a taxa de crescimento anual do mercado global de bancos de dados baseados em nuvem até 2018 é de 62%.

E esse movimento não se dá meramente por uma questão técnica, embora hajam ganhos técnicos significativos nesta nova abordagem.

A decisão de fazer a migração de banco de dados para a nuvem se dá também no âmbito dos negócios.

Os benefícios almejados neste movimento vão desde economizar custos em hardware até diminuir o impacto da recuperação das informações em casos extremos como desastres, por exemplo, passando por melhorias na segurança.

Mas há outros fatores, como você verá a seguir. Continue lendo!

A migração de banco de dados para a nuvem pode ser feita gradualmente

Muitas empresas e seus executivos de TI têm receio de transferir seus bancos de dados para a nuvem. E isso é perfeitamente compreensivo, pois dividir o controle interno com um parceiro geralmente requer um desapego grande.  

Como forma de diminuir essa apreensão, é aconselhável fazê-lo de modo gradual, colocando, por exemplo, sua contingência na nuvem, enquanto o ambiente de produção ainda fica no on-premise.

Os sinais de que está na hora de partir para a migração de banco de dados para a nuvem

Confira agora quais são os sinais mais claros de que sua empresa precisa fazer a migração de banco de dados para um modelo de computação em nuvem:

1. A base de dados não para de aumentar, e há previsão de mais crescimento

No estudo da TechNavio, os pesquisadores detectaram que organizações cujas bases de dados estão em franco crescimento se preocupam muito com disponibilidade e desempenho de suas aplicações. Por isso, optam por migrar para a nuvem.

Então, se sua empresa tem previsão de expansão nos próximos anos, já está na hora de considerar fazer a migração de banco de dados para a nuvem. Isso porque, ao contratar um bom serviço de nuvem, você garante que não importa o quanto o volume de dados irá crescer, a infraestrutura virtualizada dará conta do recado. E isso com custos significativamente menores do que se costuma investir no modelo tradicional.

2. O volume de transações com dados delicados está alto

No passado, o funcionamento de uma operação de banco de dados bem-sucedida dizia respeito somente ao fornecimento de alta disponibilidade e velocidade.

Mas hoje as empresas que lidam com as cargas de trabalho variáveis têm outros critérios a serem considerados.

Existem, por exemplo, transações que podemos considerar de alto valor. E elas requerem um banco de dados que possa fornecer consistência imediata e não uma consistência eventual.

Neste sentido, soluções de banco de dados em nuvem têm maior capacidade de fornecer escalabilidade em lições e gravações, garantindo autonomia, consistência, isolamento e durabilidade em todas as transações.

3. Está faltando espaço para armazenar cópias de segurança — ou está difícil realizá-las

Outro sinal claro de que é hora de fazer a migração de banco de dados para a nuvem é a falta de espaço para o armazenamento de cópias de segurança. Em muitos casos, falta capacidade técnica para realizar os backups.

Neste sentido, contar com soluções de bancos de dados na nuvem é fundamental. É possível, por exemplo, automatizar a realização das cópias e armazená-las também de forma automática. Sem nenhuma necessidade de intervenção humana.

Você já pensou no salto que sua empresa terá na segurança da informação?

Sua empresa está preparada para fazer a migração de banco de dados para a nuvem? Faça contato conosco e veja como podemos ajudar!