Aqui na Advanced IT costumamos nos preocupar com três dimensões fundamentais para que as empresas mantenham suas operações sempre efetivas e inteligentes: segurança, performance e disponibilidade dos bancos de dados.

Estamos falando tanto nos bancos de dados como em qualquer outro tipo de aplicação de tecnologia que a empresa utilize. Você vai entender melhor ao longo deste artigo. Continue lendo!

Segurança

Não é em vão que quando falamos na tríade segurança, performance e disponibilidade, a segurança venha em primeiro lugar. Quando falamos em segurança, estamos nos referindo à proteção do banco de dados contra ameaças intencionais e não intencionais que podem ser baseadas em computador ou não.

Trata-se de ações preventivas contra qualquer perda ou corrupção de dados que afetariam a operação do dia a dia da organização e o desempenho dos profissionais que nela atuam. Abrange cuidados com hardware, software, infraestrutura, além de pessoas e dados.

De acordo com uma pesquisa realizada pela The Computing Technology Industry Association (CompTIA), em 2016 cerca de 87% das organizações brasileiras experimentou ao menos uma violação de segurança cibernética. E um outro estudo feito pela Verizon descobriu que, em todo o mundo, as violações de banco de dados acometem 75% das organizações que são atacadas por hackers.

Alta performance

Já por alta performance, podemos entender a garantia de que o banco de dados executa todas as funções importantes correta e rapidamente.

A maioria dos problemas de desempenho podem ser resultado de uma má projeção no momento da criação e/ou da implementação do banco, neste caso só podendo ser resolvidos pela alteração da estrutura do projeto.

Mas há outras interferências que podem trazer problemas. Geralmente, quanto maior o banco de dados, mais requisitos de hardware são necessários. Outros fatores determinantes incluem o número de usuários e sessões concorrentes, transferência de transações e os tipos de operações realizadas no banco de dados.

Logo, é preciso trabalhar com as diversas variáveis de uma forma preventiva, afinal, quando a operação está em curso, dificuldades de performance podem colocá-la em lentidão e isso gera até prejuízos financeiros ao negócio.

Disponibilidade

A disponibilidade, como o próprio termo sugere, refere-se à necessidade de os bancos de dados estarem disponíveis para utilização. Bases de dados precisam ser confiáveis, a fim de serem funcionais, o que exige que elas estejam em funcionamento sempre que a organização precise.

Trabalhar proativamente neste sentido pode significar, por exemplo, que os períodos de inatividade sejam planejados para os fins de semana, e que os servidores se mantenham sempre atualizados.

Como você tem tratado segurança, performance e disponibilidade?

Muitas vezes, obter essa tríade somente com esforços internos pode ser difícil. Isso porque é preciso ter pessoal qualificado, ferramentas modernas e sempre atualizadas, além de um controle rígido da operação. Uma boa saída é buscar ajuda de empresas especializadas em aplicações e serviços de infraestrutura de TI.

Que tal, você já pensou em segurança, performance e disponibilidade como um trio fundamental para o seu negócio?

→ Entenda melhor a importância da gestão de banco de dados, baixe agora o e-book ‘Gestão de Banco de Dados: como garantir segurança, alta performance e estabilidade com custos controlados’ — é grátis!